jusbrasil.com.br
8 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TRT-16 : 1146201000416000 MA 01146-2010-004-16-00-0

    CARGO EM COMISSÃO. NOMEAÇÃO. FRAUDE. PRINCÍPIO DA PRIMAZIA DA REALIDADE. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA DO TRABALHO.

    Processo
    1146201000416000 MA 01146-2010-004-16-00-0
    Publicação
    19/12/2011
    Julgamento
    7 de Dezembro de 2011
    Relator
    JOSÉ EVANDRO DE SOUZA
    Andamento do Processo

    Ementa

    CARGO EM COMISSÃO. NOMEAÇÃO. FRAUDE. PRINCÍPIO DA PRIMAZIA DA REALIDADE. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA DO TRABALHO.

    A nomeação para cargo em comissão, por si só, não afasta a competência da Justiça do Trabalho para julgar o litígio envolvendo o nomeado e o ente público Estadual, onde se questiona a natureza do vínculo e se requer verbas eminentemente celetistas. Isso, em razão do princípio da primazia da realidade sobre a forma que vigora nesta Justiça Especializada. Quando o conjunto probatório demonstra de forma insofismável que a função exercida pela empregada nunca foi de direção, chefia ou assessoramento, como exige o art. 37, inciso V da CF/88, mas sim de cunho subalterno e para cuja investidura se exige concurso público (art. 37, II da CF), há de ser desconsiderado na esfera trabalhista o ato formal que instrumentalizou a aludida nomeação com o único objetivo de burlar a exigência do concurso público, tal como previsto no art. da CLT. Ademais, a matéria objeto da pretensão deduzida em juízo tem natureza contratual, daí resultando pleitos próprios deste tipo de vinculação, o que atrai a competência da Justiça do Trabalho. Recurso ordinário conhecido e não-provido.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://trt-16.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/20927827/1146201000416000-ma-01146-2010-004-16-00-0-trt-16

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)